Institucional

A “Casa da Vida”: que nome mais significativo se poderia dar a este lugar em que os discípulos eram preparados para interpretar o sentido esotérico dos escritos e das configurações hieróglifas?
Todavia, o templo, encarnação da Ordem Eterna, não poderá ser mera reunião de pessoas, mas deverá ser ‘animado e incrementado’ pela hierarquia Oculta.

Isso equivale ao que no Egito era chamado “Dar a Casa ao Próprio Mestre”.

O mesmo autor dizia:

“Dar a Casa ao próprio Mestre pode expressar uma única intenção, ou seja: tornar a Casa (Ordem, Templo ou Corpo Humano) novamente propício à vinda do Mestre que há de vir para lhe dar vida”.
Se o homem não tivesse sido feito à imagem de Deus, o sopro divino jamais teria podido animá-lo (dar vida) para tomar posse como sua casa aqui na Terra.

Duas condições, portanto, se impõem:

Primeiro, é preciso que a Casa esteja em harmonia geral em todas as dependências, ou seja, à imagem do Mestre, e em consonância com o momento da ‘animação’, e isso significa saber expressar a prece, a advertência, isto é, saber realizar a oferta, que dará vida à obra humana.

Quem somos

Somos uma pessoa jurídica organizada de acordo com as leis brasileiras como uma organização religiosa.

O Khepri expressa a Tradição Única Universal, constitui-se como universidade das Tradições  oriental e ocidental e tem as seguintes finalidades:

    • Depositário e Fiador do Patrimônio da Tradição Universal;
    • Laboratório para o estudo e a revitalização da Tradição nos planos Filosófico, Teórico e Prático;
    • Escola para o ensino da Tradição nos três planos (Filosofia, Teoria e Prática) para quem queira autodesenvolver-se;
    • Lugar de Recuperação para quem, em nível avançado, decidir “abandonar o mundo” e dedicar-se exclusivamente
      à Tradição e ao desenvolvimento que esta requer;
    • Agente de contatos com o mundo da cultura e das Instituições, com o fim de inserir, gradualmente, na
      Sociedade Humana os conceitos do Paradigma Tradicional.

 

Missão

Nossa missão é realizar a síntese das diversas tradições unificando a busca pela verdade ou unidade, mais conhecida pela palavra Deus e promover a aceleração do processo de evolução humana e universal, levando a humanidade que já atingiu o nível de evolução à tomada de consciência. Essa aceleração, que se obtém através de um trabalho pessoal de auto realização buscando a unidade na multiplicidade, cumprindo a finalidade secreta das grandes tradições religiosas e das ordens de iniciação, num processo de interação promovido pelo Khepri.